jusbrasil.com.br
3 de Abril de 2020

Estado deve se preocupar com influência do Crime Organizado na Política, diz Gilmar

Para Gilmar Mendes, influência do crime organizado nas eleições deve ser objeto de preocupação de todas as autoridades.

Caio Rivas, Advogado
Publicado por Caio Rivas
há 4 anos

A possibilidade de o crime organizado estar influenciando a disputa política precisa ser objeto de atenção do Estado. A ponderação do ministro Gilmar Mendes, presidente do Tribunal Superior Eleitoral, vem em um momento em que já se registram 13 assassinatos de pessoas envolvidas com política na região da Baixada Fluminense.

“Temos notícia de que no Rio o sistema paralegal, paramilitar, tem tido atuação e participação efetiva no processo eleitoral. Temos preocupação que o crime organizado participe do financiamento das eleições e temos preocupação que o crime organizado se organize politicamente. Isso precisa ser objeto de preocupação de todas as autoridades”, disse Gilmar Mendes.

Ele deu a declaração após ser questionado sobre a operação deflagrada na manhã dessa quinta-feira (8/9) pela Polícia Civil do Rio de Janeiro para prender suspeitos de envolvimento com a morte de políticos na Baixada Fluminense. Em nove meses, 13 pessoas envolvidas com a política local foram assassinadas na região.

A ação tem como base investigações da Delegacia de Homicídios da Baixada Fluminense e conta com o apoio do Grupo de Atuação de Combate ao Crime Organizado (Gaeco), do Ministério Público Estadual do Rio de Janeiro. A Justiça Eleitoral já pediu apoio à Polícia Federal nas investigações desses crimes.


Fonte: Com informações da Agência Brasil

1 Comentário

Faça um comentário construtivo para esse documento.

Não use muitas letras maiúsculas, isso denota "GRITAR" ;)

Muito pertinente a matéria, visto que uma das tradicionais táticas do CO é a infiltração no meio político a fim de direcionar ações, bem como tráfico de influencia a fim dr aferir vantagens ilícitas. continuar lendo